quarta-feira, 29 de junho de 2016

Jataí é Campeã Estadual de Judô

Por Dieter Santos
O Judô Wider Santos / Projeto Judô Para Todos
fez um feito histórico no Judô estadual sendo a 1ª academia fora do eixo Goiânia/Anápolis a ser campeã de uma Etapa do Campeonato Goiano de Judô na história do Estado.

Nossa equipe tem se destacado nos dois últimos anos com boas colocações em Etapas Estaduais e com alguns resultados individuais a nível nacional e nesta 4ª Etapa do Campeonato Estadual, com uma equipe composta de 42 atletas, conquistamos 42 medalhas, sendo 28 de ouro, 4 de prata e 10 de bronze, sendo campeã geral do Evento. 

Segundo a Sensei Daryene, “Esta é a realização de um sonho ... e estamos ainda mais motivados a alcançar objetivos maiores, ainda este temos a chance de conquistar uma vaga para a Seleção Brasileira de Base e para o Campeonato Panamericano SUB15. E quem sabe daqui alguns anos nossos atletas possam estar compondo a Seleção Brasileira principal de Judô ou melhor ainda que Jataí tenha um representante ou medalhista Olímpico?”.

Toda a equipe agradece ao apoio da Prefeitura Municipal, na Pessoa do Secretário de Esportes, o Sr José Carlos, que nos cedeu o transporte e aos patrocinadores: Rural Brasil, Açaí Café, Erio Auto Peças, Climicor, Safra Forte, AgroServ, Neurocor e Frios União, que contribuíram para a participação da equipe nesta e em outras competições.

Os Resultados foram os seguintes:
Campeões:
Alex Caçula, Alex Teodoro, Gabriel andrade, Luan Bessa, Gabriel Silva, Pedro Almeida, Miguel Moraes e Rafael Iwata(Mirim), Gabriel Pires, Rafael Linder e Maria Costa, (Infantil), Laura Andreyna, Ana Vilela, Nayane Guimarães, Flávio Santos e Kauã Guimarães (SUB15), Reiner Santana (SUB 18), Gabriel Peres, Reiner Santana e Maykon Almeida (SUB21), Daniela Oliveira, Reiner Santana, Gabriel Peres e Dieter Santos (Senior), Daniela Oliveira, Suise Andrade e Dieter Santos (Máster A) e Suise Andrade (Máster B).

Vice Campeões:
Kaian Dutra e Patrick Morais (SUB15), João Silva Lima (SUB 18), João Silva Lima (SUB 21).

Terceiros Colocados:
Allan Iwata, João Neto, Cristino Filho (Infantil), Ana Laura e Leonardo Sezko (SUB13), João Vitor Alves, André Medeiros e Ryan Costa (SUB15), João Lima (SUB18). Maykon Almeida (Sênior).

Lixo na Praça Clodoaldo Rezende não combina com a revitalização

A praça foi recentemente revitalizada mas pelo que se nota comerciantes do local não se importam

Por Gideone Rosa
Nesta Terça-Feira nossa  reportagem esteve no local e constatamos o que usuários encaminharam a nossa redação fazendo a reclamação do acúmulo de lixo naquele local de lazer do Jataiense, muito lixo e sujeira do tipo orgânico e até entulho acumulados.

A praça que agora é um dos cartões postais da cidade pela beleza que impõe é um local não só para passar o tempo passeando com a família, batendo papo com amigos no final de tarde ou nos dias de folga mas também para os praticantes de cooper e caminhadas e esse lixo acumulado, alem de causar danos ao visual, está bem no caminho dos praticantes de exercícios físicos.

Para os usuários e vizinhos daquele espaço de descontração é de que algo seja feito principalmente notificando os comerciantes dos quiosques que a pouco tempo foram entregues através de licitação autorizando a prática comercial na praça. Que seja também instaladas lixeiras adequadas para que possam receber esse lixo.

Um fato curioso e que chama também a atenção são alguns pássaros, do tipo Curicacas, estão se alimentando deste lixo uma outra situação, pode ser que não seja tão grave, mas deveria ter algum cuidado por parte da Secretaria de Meio Ambiente do município.


segunda-feira, 27 de junho de 2016

Jataí agora tem agro

A mais nova revista eletrônica acaba de entrar na rede trazendo informações do mundo agro

Por Gideone Rosa
Em se falando de agronegócio o nosso município está em destaque entre os maiores produtores de grãos do Brasil, foi pensando nessa importância de Jataí nesse contexto que nós criamos o mais novo veículo de informação digital do interior goiano, o Agro News

Esse projeto não nasceu por um mero acaso, está acontecendo por ver o tamanho da importância das comunicações no meio rural e o que elas podem fazer como ferramenta de divulgação do nosso mundo agro não só do que acontece no antes ou depois da porteira, é como disse na última edição do programa de maior audiência do mundo agro, A Voz do Campo, Valdecir Sovernigo, segundo ele se faz extremamente necessário divulgar nossas potencialidades, realidades e dificuldades, mostrar o que tem porteira adentro para o mundo das cidades. 

Assim seguindo a linha de pensamento deste que é um dos maiores produtores de grãos de nosso estado, quiçá do Brasil, Valdecir Sovernigo, é que a editoria do Jataí News resolveu dar mais essa ferramenta aos agricultores não  só de nossa região mas  também do Centro-Oeste brasileiro porque não não dizer do país.

Portanto a partir de hoje os leitores do Jataí News tem mais uma fonte de informação que trás o mundo agro de maneira mais presente e que queremos que seja mais uma voz para o produtor rural. Esse produtor que não tem feriado, faça chuva ou faça sol que o tire dessa luta diária que é de alimentar esse nosso país e o mundo. 

Venha conhecer mais um canal de informação para que você fique por dentro das principais notícias do AgroNegócio de nossa região, do Brasil e do mundo, acesse o Agro News!

Queremos aqui agradecer toda equipe JN, o Rui Cardoso nosso colaborador em Portugal e Robson Paniago da faculdade FAQUI, em Quirinópolis. 

Obra de galerias pluviais na Av. Rio Verde com Riachuelo incomoda muita gente

É o que  nossa equipe constatou em visita no local neste sábado

Por Gideone Rosa
É sabido que obras são necessárias, principalmente quando se trata de infra-estrutura, porém devem causar o menor desconforto possível à população, infelizmente não é o que constatamos pois a obra já deveria ter sido finalizada, o que vem causando não só transtornos mas também prejuízos comerciais aos empresários da região devido a sujeira e poeira.

Ao observar o fato uma detalhe chamou a atenção de nossa equipe, as caixas de recebimento, ou boca de lobos, não estão em acordo com o nível do passeio, procuramos saber qual o motivo deste desnível, no entanto não tivemos a resposta. Indagamos no local a funcionários de um posto de combustíveis, porém também não sabem. O que ouvimos foi uma grande reclamação pelo fato da obra não terminar e a sujeira que vem causando.

Fazendo uma análise deste desnível com relação ao passeio, veja foto, acreditamos que será um grande obstáculo a pedestres naquele ponto já que o desnível esteja aproximadamente a 30 centímetros acima do calçamento, o que poderá até causar sérios acidentes. 

O que se espera é que a imagem do fato nos deixe mentirosos.

UFJ, a realização de um sonho para os Jataienses

Parecer de criação da Universidade Federal de Jataí é aprovado na Comissão de Educação

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou hoje (15/6) os relatórios do deputado Daniel Vilela (PMDB-GO) favoráveis à criação das universidades federais de Jataí (UFJ) e de Catalão (UFCat), por desmembramento dos câmpus já existentes da Universidade Federal de Goiás (UFG). Em seus textos, o parlamentar destacou que a autonomia levará benefícios às regiões Sudoeste e Sudeste, onde estão localizados os dois municípios.

“Entendemos que a criação das universidades, na modalidade desmembramento e, portanto, com impacto ínfimo no orçamento, possibilitará uma verdadeira independência e autonomia dessa instituição de ensino superior com possibilidades muito mais amplas de alavancar os resultados almejados para o desenvolvimento das regiões.”

O parlamentar destacou ainda a grande estrutura dos câmpus já existentes em Jataí há 36 anos e em Catalão há 33 anos. Lembrou também que, em audiência pública realizada nesta semana em Jataí o reitor da UFG, Orlando Amaral, e o diretor da unidade local, Alessandro Martins, se manifestaram favoráveis ao desmembramento. “A direção e a comunidade acadêmica querem, a maioria da população também quer, a julgar pelas manifestações no evento desta semana. Muitos classificaram a autonomia como um sonho que está prestes a se realizar”, afirma o deputado.

Os dois projetos de lei (PL 5.271/16 e 5.275/16) estão tramitando em regime de urgência, devido a requerimento de Daniel Vilela. “Na prática, isso acelera a tramitação e possibilita que a autonomia das universidades aconteça com mais brevidade”, explica o parlamentar.

Projeto que autoriza home-office no serviço público é aprovado em comissão da Câmara

Matéria permite adoção a modalidade de trabalho na administração pública, mediante estabelecimento de metas mensuráveis. Órgãos que adotaram programa relatam ganho de produtividade

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou ontem (15/6) parecer favorável ao projeto de lei 2723/15 que autoriza o home-office (também conhecido como teletrabalho ou escritório remoto) no serviço público. A matéria é de autoria do deputado federal Daniel Vilela (PMDB-GO) e adequa a administração pública federal a uma prática que já amplamente é adotada na iniciativa privada e no Poder Judiciário. 

“Autorizar que o servidor público trabalhe em casa, desde que cumpra metas pré-estabelecidas, trará benefícios para o Poder Público, que economizará com custeio, e para a população, com menor impacto no trânsito, por exemplo”, afirma Daniel Vilela. A regulamentação caberá a cada órgão e o trabalho em casa não poderá ser aplicado em atividades meio, como atendimento ao público, e somente em funções nas quais seja possível mensurar a produtividade.

A Câmara realizou, em outubro, audiência pública para debater o projeto, na qual foram expostas experiências exitosas em outros órgãos. Na ocasião, o diretor de Gestão de Pessoas do Banco do Brasil, Carlos Alberto Araújo Netto, relatou a experiência do banco, que teve ganho de 38% em produtividade. “Modernidade é antecipar tendências. E o home-office é uma tendência que veio para ficar. Ganhamos não só em produtividade, mas também na satisfação pessoal dos nossos colaboradores”, afirmou Netto à Agência Câmara Notícias. A direção do Tribunal de Contas da União (TCU) também apresentou no debate dados positivos de seu programa de home-office.

Daniel Vilela afirma que, na regulamentação, será possível estabelecer que o servidor que aderir ao home-office tenha metas de produção mais rígidas. “No momento de regulamentar a lei, podemos estabelecer mecanismos de compensação pelo benefício, como metas um pouco mais altas de produtividade. E vale ressaltar que a adesão não será obrigatória, o servidor tem que solicitar aos gestores do órgão”, explica.
O projeto segue agora para a Comissão de Constituição, Redação e Justiça (CCRJ). Por ter caráter conclusivo, a matéria não precisa ser aprovada em plenário. Se aprovada na CCRJ, segue direto para o Senado.

Aconteceu no Legislativo Municipal de Jataí

João Rosa, foto, propõe campanha contra uso excessivo de sal

O vereador João Rosa propôs ao executivo municipal a criação de um projeto de lei para instituir em Jataí uma campanha contra o uso excessivo e o consumo exagerado de sal. Ele destaca que a Organização Mundial de Saúde considerou o uso do sal no Brasil abusivo e perigoso, pois leva a problemas como retenção de líquido, aumento do volume de sangue nas artérias e elevação da pressão arterial. “Muitas pessoas não sabem do risco que correm ao ingerir tanto sal”, alertou o parlamentar.

Gildenicio requer homenagem ao Dia do Advogado

O vereador Gildenicio Santos requereu a realização de uma sessão solene em homenagem ao Dia do Advogado, celebrado anualmente em 11 de agosto. "A homenagem se deve aos relevantes serviços prestados pelos profissionais jataienses em defesa da democracia e dos direitos sociais, bem como pelas ações desenvolvidas pela OAB em nosso município", justificou o parlamentar.

Geovaci sugere alteração no programa Minha Casa, Minha Vida

O vereador Geovaci Peres solicitou ao deputado federal Daniel Vilela uma mudança no artigo 59 da lei federal que instituiu o programa Minha Casa, Minha Vida. Com isso, as pessoas que já possuíram imóveis há mais de cinco anos poderiam ser inscritas no programa, o que corrigiria injustiças que foram verificadas nas duas etapas do residencial Cidade Jardim.

Mauro Filho quer solução para vazamento em esquina do setor Planalto

O vereador Mauro Bento Filho pediu ao executivo que seja solucionado o problema relativo ao escoamento de água pluvial no cruzamento das ruas Salgado Filho e José de Carvalho, no setor Planalto. A situação se agrava no período chuvoso, pois acontece empoçamento, inundação de calçadas, danos ao muros e residências, entre outros transtornos.

79.541 mil trabalhadores ainda não sacaram o beneficio do Abono Salarial PIS/PASEP em Goiás

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás (SRTE/GO) divulga que dos 775.079 trabalhadores com direito a receber o abono salarial, quase 80 mil ainda não sacaram o benefício no estado de Goiás. O prazo para o saque termina no dia 30 de junho de 2016. Aqueles que não forem buscar o abono no valor de até R$ 880,00 perderão o benefício.

“É importante para o trabalhador poder contar com esse auxilio do Governo Federal, mas muitos trabalhadores desconhecem este direito.” afirmou o Superintendente Regional do Trabalho e Emprego em Goiás, Arquivaldo Bites.

Quem pode receber: Todo trabalhador que tenha inscrição no PIS há mais de 5 anos; que  teve carteira assinada no ano anterior por mais de 30 dias. Esses dias podem ser consecutivos (no mesmo emprego) ou não (em empregos diferentes, desde que se totalizem 3 dias);  não tenha recebido mais de dois salários mínimos por mês e  cuja empresa que o contratou esteja em dia com a entrega da RAIS para o Ministério do Trabalho.

Onde receber - Os trabalhadores inscritos no PIS recebem o abono nas agências da Caixa e os inscritos no PASEP no Banco do Brasil. Aqueles que tiverem Cartão Cidadão da Caixa, com senha cadastrada podem fazer o saque em casas lotéricas, caixas de auto-atendimento e postos do Caixa Aqui. Para retirar o dinheiro, devem apresentar um documento de identificação e o número de inscrição no PIS ou no PASEP.

Empresário Vitor Gaiardo recebe o título de cidadão jataiense

Vitor Gaiardo e família
Em sessão solene realizada no último dia 23 de junho, no Centro de Tradições Gaúchas (CTG), o empresário e produtor rural Vitor Geraldo Gaiardo recebeu da Câmara Municipal de Jataí o título de cidadão jataiense. A homenagem foi proposta pelo vereador Vinícius Luz e contou com a aprovação de todos os parlamentares.

A mesa de trabalhos foi composta pelo presidente da Câmara, Marcos Antônio, pelos vereadores Nilton César Soró, Gildenicio Santos, João Rosa, Mauro Bento Filho, Thiago Maggioni e Vinícius Luz, pelo prefeito de Jataí, Humberto Machado, pelo juiz de direito Sérgio Brito Teixeira e Silva, pela promotora de justiça Gláucia Brito Teixeira e Silva, pelo capitão Renato Melo, representando o comando do 41° Batalhão de Infantaria Motorizado, pelo tenente-coronel David Pires (PM/Rio Verde), pelo vice-presidente da OAB de Jataí, Fábio Fernandes Fagundes, pelo presidente do Sindicato Rural de Jataí, Ricardo Peres, pelo homenageado, sua mulher, Leonice Gaiardo, e seus filhos: Vitor Júnior, Gabriela e Milena.

Nascido em Gaurama-RS, no dia 13 de maio de 1959, Vitor Geraldo Gaiardo mudou-se com a família para Erechim-RS aos 2 anos de idade. Ao lado dos irmãos, desde cedo começou a trabalhar para ajudar a mãe, que ficou viúva de forma precoce. Formado em engenharia elétrica e com ampla experiência em contabilidade e administração de empresas, Gaiardo foi um dos fundadores da Mecol em Jataí, cidade em que vive há mais de três décadas.

Abrindo a fase de pronunciamentos, o vereador Gildenicio Santos enalteceu o evento da noite. "Fico muito feliz quando temos a oportunidade de homenagear pessoas ilustres", disse ele. "Um currículo como o do Vitor justifica este título, pois ele é um homem lutador, trabalhador, que tanto tem feito por Jataí".

O vereador Nilton César Soró foi na mesma linha. "Sinto-me honrado por homenagear uma pessoa que tanto fez em favor do nosso município", declarou. "Jataí ganhou muito com sua presença, seu valor, que todos nós conhecemos".

O vereador Mauro Bento Filho destacou a importância do evento. "No momento em que vivemos, de crise moral e política, é uma satisfação homenagear uma pessoa que começou a trabalhar aos 10 anos", ressaltou. "Este título é o reconhecimento da sociedade jataiense, por meio de seus representantes, pelos relevantes serviços prestados por Vitor Gaiardo".

De família gaúcha como o homenageado, o vereador Thiago Maggioni afirmou que o evento também faz bem à imagem da Câmara. "É um orgulho sair de nossa casa para vir até sua casa para entregar esta homenagem", afirmou. "Este tipo de reconhecimento enaltece nosso trabalho em uma época em que a política não é muito bem vista".

O vereador João Rosa elogiou a proposição de outorga do título. "Vinícius, parabéns a você pela escolha", iniciou, dirigindo-se ao proponente da matéria. "Agradeço também ao Vitor por aceitar este título, do qual ele não precisava, pois já era jataiense, por ter feito tantos amigos aqui, por ter realizado tantos trabalhos em prol da nossa cidade".

O prefeito Humberto Machado também disse considerar o empresário jataiense antes de receber o título. "Vitor veio para Jataí por opção, portanto, é jataiense desde o primeiro dia", asseverou. "Ele influenciou nossa sociedade em todos os sentidos: como produtor rural, empresário, por suas atividades com Rotary Clube, CTG, Associação Comercial e Industrial de Jataí (Acij), além de muitos outros trabalhos feitos anonimamente".

Proponente da honraria, o vereador Vinícius Luz começou sua fala lembrando que a cidadania é outorgada pelo poder legislativo a pessoas que prestaram grandes serviços em favor de sua cidade de adoção. "Conheço o Vitor e seus 33 anos de história em Jataí", revelou. "Há muito tempo sei das atividades filantrópicas por ele desenvolvidas em nossa cidade. Trata-se de um empresário bem-sucedido, que emprega várias pessoas e, apesar desse tamanho todo, é uma pessoa sensível, que se emociona facilmente. É um empreendedor que luta com unhas e dentes por seus objetivos".

O presidente Marcos Antônio corroborou as palavras de seu colega de parlamento. "Ficamos felizes por corrigir este 'erro' de ter demorado tanto para entregar o título de cidadão jataiense a Vitor Gaiardo", admitiu. "Sabendo de seu currículo, notamos que se trata de um guerreiro, que jamais desistiu diante das dificuldades. O senhor é uma exceção que deveria ser uma regra, um singular que deveria ser plural, um exemplo para todos nestes tempos de crise".

Em seu pronunciamento, Vitor Geraldo Gaiardo fez questão de agradecer sua família e relembrou sua trajetória de vida. "Agradeço a minha família, que suportou minhas ausências, quando, depois do expediente, tinha de sair para realizar outros trabalhos", disse ele. "Você, Leonice, foi meu suporte, foi pai e mãe por muito tempo. Agradeço a todos os vereadores, em especial ao Vinícius pela lembrança. Minha vida não foi fácil. Desde menino fui colocado à prova, muitas dificuldades enfrentadas depois da morte de meu pai. Minha mãe ficou sozinha e teve que ir para a cidade, onde trabalhou como faxineira durante o dia e como costureira à noite, para sustentar os filhos. Mas nunca a vi triste, sem um sorriso alegre. Talvez daí tenha vindo minha energia e a dos meus irmãos, que também começaram a trabalhar cedo".

Ele também discorreu sobre a motivação para o trabalho filantrópico. "Faço trabalhos sociais como forma de retribuir o que recebi, como minha faculdade, uma das melhores do país, que fiz de graça", reconheceu. "Hoje é um dia muito especial, pois a Câmara reúne os legítimos representantes da comunidade. Quando eles concedem um título de cidadania, eles fazem um reconhecimento, e sou muito grato por isso. Dizem que mãe não é aquela que pare, mas a que cria. Gosto de minha cidade, mas gosto muito mais de Jataí".

sábado, 25 de junho de 2016

Emissora de rádio do Rio Grande do Sul fará mais uma transmissão de Jataí

Voz do Campo em 2011
Evento que foi realizado no passado em um trabalho de vanguarda em nível regional

Será no próximo sábado, dia 25, Marcelo Brum e toda equipe do programa estará ao vivo com A Voz do Campo direto de Jatai no centro oeste brasileiro com uma programação especial. 
O programa será transmitido ao vivo direto da empresa Mecol de Vitor Gaiardo das 8 até as 10 da manhã deste Sábado. 
Mais uma vez Jataí estará presente nas ondas do rádio para todo o sul do Brasil.

Marcelo Brum e equipe esteve em Jataí em julho de 2011 e agora volta ao Sudoeste Goiano que é uma das grandes regiões agrícolas do país.
Atualmente A Voz do Campo é transmitido todo sábado das 8 as 10 da manhã na Rádio Missão fm 100.7 de Jatai GO.
Somos a maior rede de rádios do agro com emissoras no RS, Paraná, Roraima e Goiás.
A Voz do Campo, aqui tem informação que gera valor.











Fotos do programa realizado em julho de 2011 em Jataí. Na época apenas duas emissoras transmitiam A Voz do Campo.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Raio X da política jataiense número 2

Sem muito alarde o caldeirão está em banho maria pronto para recomeçar a ferver e entrar em ebulição

Por Gideone Rosa
Ainda vai passar muita água debaixo dessa ponte. Há quem diga, aqueles otimista que ainda acreditam no conto da carochinha achando que na política tudo está resolvido afirmo não está enquanto o juiz não dá o apito final nesse jogo. Esses otimistas falam que a água que passaria debaixo dessa ponte já secou, reafirmo, ela não secou, tão pouco terminou de passar e vai passar com abundância.

Acompanhando o desenrolar de cada pré-candidato observamos que alguns crescem na popularidade, fazem muito barulho principalmente nas redes sociais e outros correm atrás de TVs, rádios, impressos e até fazem visitas pela cidade, mas o que se percebe é que parecem patinar em piso molhado não decolando. No que diz respeito às redes sociais complica ainda mais por trabalhos ineficientes o que pode comprometer sobremaneira sua campanha. A propósito, o atual presidente dos EUA, Barack Obama, em suas candidaturas teve sua maior plataforma de campanha as redes sociais e o YouTube foi seu principal canal.

Bem que se diga que campanha propriamente dita não é o momento, até por  uma questão de legalidade, porém algumas situações, com as devidas cautelas, podem ocorrer desde que não se declare abertamente como campanha, ou seja uma visita aqui outra acolá, divulgação de ações usando as redes sociais na internet e dispositivos móveis entre outros veículos como os postulantes vem utilizando.

Falando abertamente citando os nomes destes postulantes observamos que Victor Priori, outrora PSDB, foi duramente criticado por seus ex parceiros políticos, entre eles o próprio governador Marconi Perillo, que em uma de suas falas disse estaria dando um tiro no próprio pé saindo do partido e indo para o DEM, partido esse que é comandado por Ronaldo Caiado, desafeto político declarado do governador. Victor é daqueles políticos que não se fabrica mais, ele ainda acredita que política se vence com o poder econômico e esse tiro pode sair pela culatra, sem falar que sua rejeição é espantosa. 

Já Vinícius Luz (PSDB), vereador, e seus pares acredita que o seu futuro está garantido e que nenhuma mudança poderá ocorrer já que pensam que sua chapa está definida e sacramentada tendo Simone Oliveira Gomes como sua vice. Porém Marconi Perillo é quem tem o martelo nas mãos e que pode dar um banho de água fria em muita gente causando uma intempérie ou um acidente nesse percurso. Bem falando, acidentes de percurso ocorrem. Vinícius vem usando as redes sociais como nenhum outro pré candidato, chegando a ser enfadonho tamanha presença. 

Por outro lado o pré-candidato José Herculano acredita no seu carisma e popularidade, porém vem fazendo um trabalho discreto e pontualmente vem tendo uma boa resposta do eleitor jataiense.

Marcos Antônio (PDT) também vereador e presidente do Legislativo Municipal, vem fazendo um trabalho excepcional e que está ajudando a colocar Jataí no topo dos municípios que mais crescem no estado de Goiás. Foi o vereador mais bem votado na última campanha, está presente em toda mídia, seja ela TV, rádio, impressos e internet, o que o torna um dos políticos mais populares da atualidade seja no centro da cidade, na periferia  e até mesmo na zona rural. Sabiamente Marcos vem usando as armas que tem o que está fazendo uma grande diferença nesse rebuliço todo chegando a ser assediado até mesmo por pré-candidatos adversários o que fortalece ainda mais o seu nome.

O pré-candidato da situação, indicado pelo prefeito Humberto Machado, Geneilton Assis Filho (PMDB), chegou de forma tardia na esperança de ser o salvador da pátria, já que devido às tempestades internas do partido ocasionadas pela indefinição de Leandro Vilela por um longo período, esse que seria a pá de cal em todo esse processo, causou danos que acreditamos causar prejuízos substanciais nessa sua jornada. 

Não menos que isso Geneilton passou de desconhecido a um pouco mais que conhecido já que tem a máquina administrativa como ferramenta a qual já deveria estar sendo usada a seu favor a no mínimo um ano atrás. O pré-candidato parece estar usando bem o rádio e a Tv porém está pecando e muito no modo de uso das redes sociais. Hoje, contando em torno de 10 grupos do Facebook que agrega mais de 15 pessoas inscritas aqui em Jataí a participação de Geneilton nessa rede é praticamente inexistente o que caracteriza um trabalho falho pelos seus pares. Diante desse quadro comportamental o que denota é que o pré-candidato está malhando em ferro frio, não decola ou ainda, está patinando no piso molhado da popularidade. Cá entre nós, popularidade está acima do poder econômico ou da máquina.

Analisando toda essa situação concluímos que ainda há fatos novos a ocorrer na vida política de Jataí o que poderá ser surpresas, boas surpresas para alguns e surpresas ruins para outros o que poderá causar choros, decepções e quem sabe até revoltas.

Uma coisa é certa, na política a união de vários fatores é que define uma campanha e que pode dar a vitória a qualquer candidato, folha de serviços prestados, carisma, empatia, popularidade, coerência em seus atos, seriedade, moral, ética, honestidade, o que fará grande diferença diante do que estamos vivendo na atual conjuntura política  brasileira, o desgaste dos políticos seja nas esferas municipal, estadual ou federal, onde o poder financeiro vem quase que na última posição. Afinal não se contrata cabo eleitoral sem dinheiro. Trabalhar por idealismo? Só em discursos. 

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Linfoma não-Hodgkin tem aumentado no Brasil; saiba mais sobre a doença

Câncer do ator Edson Celulari (foto) deve acometer 10.240 brasileiros em 2016.
Número de casos duplicou nos últimos 25 anos, segundo o Inca.

Do G1, em São Paulo
O câncer diagnosticado no ator Edson Celulari, o linfoma não-Hodgkin, deve acometer 10.240 novas pessoas no Brasil só este ano, segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca). De acordo com o órgão, o número de casos da doença tem aumentado por razões ainda desconhecidas. O número de casos duplicou nos últimos 25 anos.

O oncologista Jacques Tabacof afirma que esse aumento é observado não só no Brasil, mas também em outros países, e que o principal fator de risco para a doença é o envelhecimento da população.

A organização Cancer Research UK, por exemplo, documenta um crescimento de mais de 160% nos casos de linfoma não-Hodgkin desde os anos 1970 no Reino Unido. Em 2013, foram registrados 13.413 novos casos da doença na região. Já nos Estados Unidos, o número estimado de novos casos para 2016 é de 72.580.

A doença matou 4.154 pessoas no Brasil em 2013, de acordo com registros do Ministério da Saúde.

O que é o linfoma?
O linfoma é um câncer que afeta as células do sistema linfático, que é uma parte importante do sistema imunológico, ou seja, o sistema de defesa do nosso organismo que ajuda a combater infecções. No linfoma, essas células passam a se proliferar de forma descontrolada.

Quais são os tipos de linfoma?
Os dois tipos de linfoma são o de Hodgkin e não-Hodgkin, que corresponde a mais de 80% de todos os casos de linfoma. Existem mais de 20 subtipos de linfoma não-Hodgkin.

Quais são os sintomas do linfoma não-Hodgkin?
O principal sintoma do linfoma não-Hodgkin é o aumento dos gânglios linfáticos, que se manifesta pelo surgimento de carocinhos em regiões como pescoço, virilha e axila. Outros sintomas são febre, suor noturno, tosse, coceira na pele e perda de peso.

Quais são as opções de tratamento para o linfoma não-Hodgkin?
Entre as opções de tratamento, estão a quimioterapia, a imunoterapia, a radioterapia e o transplante de medula óssea. Segundo informações da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), as chances de cura são, em média, de 60% a 70%.