Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 33

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Procura se o prefeito de Rio Verde

É o que foi publicado pelo site Imagem Goiás em referência ao abandono pelo  poder público deixando a cidade às moscas por causa do lixo espalhado por toda a cidade sem a devida coleta. Veja abaixo:

Prefeitura não age e lixo toma conta da cidade em pleno Natal. A pergunta é: Cadê o prefeito?

Por Vilmar Pinto
Lixo para todo canto: na calçada, amontoado nas lixeiras em frente a residências e imóveis comerciais, em terrenos baldios, no meio da rua. E das mais variadas espécies, de lixo doméstico acondicionado em sacos plásticos a restos de construção, passando por pedaços de tecido, galhos secos de árvores, colchões, cadeiras quebradas e até sofás.

A cena tem sido motivo de reclamação de toda comunidade rio-verdense, que vai às rádios para cobrar um mínimo de atenção da Prefeitura Municipal.
“Estamos ha muito tempo sem coleta de lixo. Ninguém aguenta mais o cheiro ruim nas ruas, já que muitos sacos acabam se rasgando”, queixa-se Joseane R., moradora do Bairro Santo Agostinho. “O caminhão passava por aqui dia sim, dia não, só que já faz um tempão que ele não passa mais”, completa o servidor público municipal J.P.S., de 53 anos, morador do mesmo setor.

Entre as 13h30 e às 14 horas desta quarta-feira, nossa equipe circulou por vários bairros da cidade e a constatação é a mesma: o acúmulo de lixo se repete por toda Rio Verde.

“Ligo na empresa responsável pela coleta e a resposta é sempre a mesma: ‘a coleta está atrasada; os caminhões são terceirizados e estão quebrando demais’. Disso, nós já sabemos, queremos saber é para quem pedir socorro”, desabafa a autônoma Lúcia Aparecida.

“Com esses temporais que estão caindo aqui na cidade, não é preciso ser nenhum especialista para saber que a tendência é piorar, com a chuva arrastando todo esse lixo, não é?”, acrescenta Ediléia de Souza, funcionária de uma grande empresa.

E o pior: nas rádios, jornais e outras mídias, só se põe a culpa na empresa responsável pelo serviço, esquecendo-se (ou omitindo-se propositalmente) que a culpa é toda da Prefeitura, que precisa agir firme e cancelar o contrato por incapacidade e falta de competência dessa empresa. Fonte: Imagem Goiás
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.