Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Infestação de baianos e goianos traria fome', diz prefeito no RS

Declarações do prefeito de Carlos Barbosa, na Serra do Rio Grande do Sul, são motivo de polêmica. Ao abordar o tema da migração para o município, atualmente em 1º lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do estado, Fernando Xavier da Silva (PDT) disse que uma "infestação de baianos e goianos" poderia trazer "fome" para a cidade com menos de 27 mil habitantes. 

As declarações do prefeito foram dadas no dia 31 de março, durante uma solenidade de apresentação da Festiqueijo 2014, o festival gastronômico do município.

Procurado pelo G1, o prefeito relatou inicialmente que “não disse isso”, mas em seguida ponderou que não lembrava das afirmações. “O que mais me deixa chateado é que eu não lembro o que eu falei. Se eu disse uma bobagem dessas, não me lembro de ter dito isso em forma de preconceito. Temos quantidades enormes (de migrantes). Acho que tem repercussão por tudo aquilo que aconteceu com o juiz (Márcio Chagas, alvo de racismo em uma partida do Campeonato Gaúcho, em Bento Gonçalves, também na Serra), que tem acontecido. Posso ter errado”, disse Silva.
Segundo o prefeito, as declarações dele foram mal-interpretadas. Fernando Xavier da Silva disse que não pretendia fazer propaganda da qualidade de vida de Carlos Barbosa para não atrair uma população maior que a cidade teria condições de suportar. "Não vamos fazer propaganda para evitar que de repente as pessoas se empolguem e venham todas de uma vez. Deixar que elas venham naturalmente. Disse para eles terem cuidado de não instigar as pessoas de fora para morar aqui”, detalhou.
Ao admitir que “pode ter dito algo errado”, Silva negou ser preconceituoso. “Não tenho preconceito contra nada. Não sou um sujeito que tenho curso superior, não sou muito letrado, até posso ter dito alguma coisa errada. Mas qual a razão de criar uma polêmica dessas? Aqui há um custo de vida muito alto, não queremos que as pessoas venham aqui para sofrer”, explicou. Leia mais
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.