Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 26

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Claudio Louzada, especialista em transporte aéreo, responde a indagação do Jataí News

Gideone Rosa
- Uma questão que sempre vem a esse respeito é o custo elevado do transporte aéreo. Não estaríamos aqui a construir aqui em Jataí algo muito grande já que estamos no interior e em uma cidade já considerada média?
Claudio Louzada
- A 23 anos atrás Caxias do Sul, Londrina e Maringá, construíram uma boa pista, embora o tráfego local suportasse somente aeronaves de 19 lugares. A rota era voada com o Embraer E110 Bandeirante. Muitos criticaram o tamanho da pista ao ser construída. O brasileiro tem um problema sério com a noção de tamanho. Tende a construir o mínimo do mínimo e na aviação isso não funciona muito bem. As margens de segurança ficam espremidas.

O que difere essas cidades de tantas outra? SEMPRE EXISTIU POTENCIAL para crescimento (comercio, indústria, agricultura). A medida que as cidades prosperavam, as companhias aéreas substituíam as aeronaves por modelos melhores e maiores. Foi assim que essas cidades passaram do Bandeirante de 19 lugares para o Brasília de 30 lugares. Depois veio o Fokker F50 de 50 lugares e o jato EMB145 também de 50 lugares.

Caxias do Sul e Maringá reformaram seus aeroportos para continuar crescendo e recebendo aeronaves cada vez melhores. Londrina já tinha um aeroporto dimensionado (pista) para os grandes jatos, e atualmente continua exatamente a mesma pista.

Hoje, as três cidades recebem Airbus A320 e Boeing B737-700 de aproximadamente 140 passageiros.

"Vou construir uma pista e as aeronaves virão". Não funciona assim! Elas não virão!
Agora, tenho potencial e vou criar facilidades para o modal aéreo. Sim, várias companhias virão para disputar o mercado local.

A pista Mínima deve ser de 1.700 x 30m e ter resistência do piso para suportar aeronave de 29 mil quilos. Mínimo.
É imprescindível que o aeroporto opere desde o início com informações de GPS. Com esses mínimos vocês podem receber os mais modernos turboélices de 70 a 90 lugares ou jatos regionais de 50 lugares.

O mercado regional brasileiro será disputado pela Avianca, Azul e muito possivelmente Lan (no Brasil tem a marca Tam). São 3 multinacionais com fortes interesses nas cidades médias do Brasil.
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.