Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 37

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Eleições 2014 - VOTE LIMPO – VOTE COM CONSCIÊNCIA.

Por Adalberto Lemos / Exclusivo JN
Se aproxima o primeiro round das eleições para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual.
Neste domingo estaremos votando no primeiro turno para todos esses cargos e estaremos definindo a composição do Congresso Nacional.
No meu modesto ponto de vista, as eleições nesse ano foram completamente diferentes dos anos anteriores.
Não se viu, em momento algum o combate de ideias, de programas de partido, de ideologias políticas (exceto as de extrema direita e extrema esquerda por um ou outro candidato).
O combate, a nível nacional, se centralizou, inicialmente, entre o PSDB e o PT, até a morte do então candidato Eduardo Campos.
Sua mortemodificou, completamente, o quadro político das eleições para presidente.
Eduardo Campos, que quando em vida, mal atingia um percentual de duas casas, ao morrer, trouxe à candidata do PSB não só seus votos do “legado político”, mas também, grande parte da parcela de indecisos e daqueles que pretendiam anular o seu voto, e isso tudo em um primeiro momento.
Marina não só resgatou os 20% de votos da eleição passada, como agregou os do falecido candidato.
Já na primeira pesquisa, Marina Silva apontava intenções de voto superiores aos de Aécio Neves, e encostou, de imediado na candidata do PT, Dilma Roussef.
As pesquisas seguintes demonstraram que não só os votos nulos e indecisos estavam migrando para a candidata Marina Silva, mas também parte dos eleitores do PSDB e creio que também do PT, embora uma parcela menor, também estavam revendo sua posição.
Estabeleceu-se um novo quadro, agora com Dilma X Marina, cujo desfecho ainda é uma incógnita, já que como se bem sabe, pesquisas no Brasil, isso segundo o saudoso Leonel Brizola, serve à quem a paga (ou divulga).
Aécio amarga uma derrota improvável até pouco tempo atrás, e vai se tornando um tiro no pé do PSDB.
No escalão menor, assistimos apalarmados, os candidatos à governador, senador, deputados federais e estaduais desfilando propostas mirabolantes, desde a instauração da  pena de morte, como praticamente a penalização do menor infrador desde o útero, desde que lhe rendesse frutos nas urnas.
E o povo, maravilhado, esquece que a coisa não é assim... Cada um desses senhores e senhoras tem sua competência definida e não há como cumprir, pelo menos umas 80% das propostas apresentadas pelos mágicos políticos que falam aquilo que “queremos” ouvir.
Tivemos os “boleiros” de sempre, o apresentador de programa jornalístico criminal que prega a pena de morte até para não pagamento de pensão alimentícia, o já consagrado palhaço Tiririca, que esse ano vai eleger, pelo arcaico e no meu entendimento completamente ilegítimo sistema de legenda, uma série de outros candidatos que seguirão sendo eleitos pelo lema, “pior que tá não fica”.
Aqui em Goiás, assistimos um triste desfile de candidatos à deputados estaduais e federais que só aparecem nas cidades para pedir votos, e se “mandam” para Goiânia no dia seguinte da sua eleição, ou para suas casas em outras cidades, caso não sejam eleitos, até o próximo pleito.
Temos poucos ou quase nenhum debate de idéias no segundo escalão, muito pior ainda que no primeiro.
Mas o que assombra, e muito, é a qualidade exigida pelo “consumidor” final do trabalho dos políticos.
Se compramos um produto qualquer, em qualquer loja e ele vem com defeito, corremos ao PROCON, vamos até o advogado processar aquela empresa maldita por “danos morais”, exigimos reparação e tantas coisas mais.

E os políticos que elegemos, que nos “vendem” projetos , planos, asfalto, moradia, saneamento básico, segurança, impostos justos, saúde padrão FIFA, transporte e estradas seguras e não nos entregam esses “produtos”?
O que fazemos com eles???
Nada... permanecemos deitados em “berço explêndido” aguardando a próxima eleição para votar nele de novo, total, quem sabe dessa vez sai aquilo que prometeu...
Nosso voto não tem preço. Nossa vontade não tem preço. Nosso direito a todas as promessas feitas por esses candidatos não tem preço, não se deixe enganar.
Você lembra em quem votou na eleição passada para deputado estadual, federal ou senador?
Se você não lembra, com certeza não lembra das promessas que ele (a) não cumpriu.
Não lembra do aperto de mão (depois ele (a)  lava com álcool gel),  nem do tapinha nas costas que recebeu. E esse ano, vai,  mais uma vez, votar no mesmo, na mesma  conversa, na mesma falta de compromisso, em troca de ter sido visto, abraçado, e quem sabe, ainda pode ganhar uma cesta básica, um milheiro de tijolos, aliás, o mesmo milheiro que ele jurou que lhe mandaria após as eleições passadas e não pode, por estar em Brasilia, vivendo das brisas que você ajudou a lhe dar  de presente...
Faça de seu voto uma arma. Elimine o mau candidato. Elimine o candidato ficha suja, Elimine o candidato que não cumpriu com suas promessas na outra eleição e principalmente, elimine aquele candidato que vem hoje à sua casa e lhe oferece vantagens materiais em troca de seu voto.
Além de não pagar, você estará colocando no congresso ou na direção de seu estado ou país mais um bandido.
Não são os políticos que viram bandidos, são os bandidos que viram políticos.
Nós mesmos que os elegemos... não esqueça disso.
Vote com LIMPO, com consciência, com sabedoria, com ÉTICA.
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.