Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Concurso Público Municipal

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Enquadrado na Lei da Ficha Limpa, Paulo Maluf tem registro de candidatura indeferido

Por Marcelo Gouveia
Político se enquadra em artigo da lei que discorre acerca de inelegibilidade por improbidade administrativa
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) indeferiu nesta segunda-feira (1º/9) o registro de candidatura para deputado federal de Paulo Maluf (PP). Por quatro votos a três, a decisão teve como base a Lei da Ficha Limpa. O candidato à reeleição foi condenado no último ano por superfaturamento nas obras do túnel Ayrton Senna, quando era prefeito de São Paulo (1993-1996).

Conforme decisão da desembargadora Teresa Ramos Marques, o ex-prefeito terá seus direitos políticos cassados por cinco anos. Maluf se enquadra em artigo da lei que discorre acerca de inelegibilidade por improbidade administrativa. O político, que nega veementemente as acusações, irá recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Além da condenação, Maluf é procurado em 181 países pela Interpol. Ele é acusado de desviar recursos para o exterior por meio de doleiros. O político chegou a pedir a anulação do processo, mas teve o pedido negado e permanece na lista de criminosos internacionais.
Postar um comentário