Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Rondônia está de luto: Morre no Rio de Janeiro, o ex-governador Jerônimo Santana

Ele vinha se tratando há muito tempo, de problemas decorrentes de um derrame cerebral. Faleceu às 9h manhã desta quinta feira, 11/09, na cidade do Rio de Janeiro...
Brasília, DF - O ex-governador de Rondônia, Jerônimo Garcia de Santana faleceu nesta quinta-feira 11, de insuficiência respiratória no Rio de Janeiro.

O político, um dos fundadores do PMDB, completaria 80 anos no próximo mês de outubro.

Santana foi o primeiro governador eleito de Rondônia, primeiro prefeito eleito de Porto Velho, e deputado federal por três vezes.

Na tribuna da Câmara Federal, com discursos inflamados contra a ditadura militar, Santana fez tremer o poder dos generais.

Conheça um pouco da vida do ex-governador:

Nascido em Jataí-GO, filho de Lúcio Garcia Santana e Julieta Vilela Veloso, Jerônimo era advogado formado pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1963. Após militar no Movimento Revolucionário, ingressou no MDB sendo eleito deputado federal em 1970, 1974 e 1978.

Com a reforma partidária efetuada no governo João Figueiredo, ingressou no PMDB e foi candidato a senador em 1982 sendo derrotado. porém, pela votação maciça dos nomes do PDS.

Eleito prefeito de Porto Velho em 15 de novembro de 1985 e empossado no primeiro dia do ano seguinte, renunciou ao cargo em maio de 1986 a fim de disputar as eleições de novembro nas quais foi eleito governador de Rondônia. Tendo cumprido integralmente o seu mandato tentou retornar à política como candidato a governador pelo PPR em 1994 e deputado federal pelo PFL em 1998, porém não obteve êxito.

Trajetória Política:

Em 1943 o presidente Getúlio Vargas desmembrou partes do Amazonas e de Mato Grosso para criar o Território Federal do Guaporé, renomeado Rondônia em homenagem ao Marechal Cândido Rondon, pioneiro no desbravamento da região.

Os governadores do território continuavam a ser nomeados por Brasília, circunstância que perdurou até mesmo quando o Governo Figueiredo elevou Rondônia ao patamar de estado, situação que seria confirmada em 1982 quando os brasileiros voltaram a escolher seus governadores pelo voto direto, prerrogativa negada ao rondoniense por um casuísmo da lei.

O Coronel Jorge Teixeira foi mantido no governo e em sua gestão houve eleições para a escolha de três senadores, oito deputados federais e vinte e quatro deputados estaduais. Abertas as urnas o PDS conquistou as vagas em disputa para o Senado Federal, cinco cadeiras na Câmara dos Deputados e quinze assentos na Assembleia Legislativa. O PMDB por sua vez elegeu três deputados federais e nove deputados estaduais.

Em 13 de maio de 1985 o presidente José Sarney nomeou Ângelo Angelim para governar o estado e em 15 de novembro de 1986 Jerônimo Santana tornou-se o primeiro governador de Rondônia eleito pelo voto direto sendo empossado em 15 de março de 1987 para um mandato de quatro anos.
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.