Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 37

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Artigo - Azedumes iristas

Tirando as farpas, achaques e ataques abestalhados do grupo eleitoral 15, o 2º turno segue tranquilo em Goiás. O horário eleitoral, por incrível que pareça, tem conquistado telespectadores sem muito o que fazer. No programa do Iris vi mágoa e ranços. No programa de rádio e TV do Marconi, vi desejo de comunicação arejada, com bom nível de qualidade. Propostas de governo é o que realmente o povo quer ver. Mas têm que ser verdadeiras, factíveis, que convençam o novo eleitor nacional, dos tempos velozes e digitais.
Não obstante, achei estranho, outro dia, foi ver novamente o decano Iris Resende, se gabando todo por ter sido também Ministro da Justiça. Na Agricultura pode ter sido bom, mas na justiça deixou péssima imagem, principalmente quando filosofou abestalhadamente que “há crime inevitável”. Foi um rebuliço, uma confusão de vaca não conhecer bezerro. Crime inevitável, ora, ora! Num tête-à-tête, fosse eu o Marconi, perguntaria ao Iris se hove mudança de ideia, em relação ao “crime inevitável”. Como disse certa feita Ulysses Guimães: sou velho, mas não sou velhaco. Iris tem que abrandar seus azedumes, senão nunca será um jurisconsulto ou conselheiro do povo. Iris tem que deixar de ser rancista. Uma vela para cada um de seus ranços ou de calos secos: Pedro Ludovico, Mauro Borges, Ulysses Guimarães, Henrique Santillo, Marconi Perillo, Friboi, Henrique Meireles, e talvez Humberto Machado de Jataí. Sou zero a esquerda.
Ambos os candidatos, eleitos ou não, terão força para a criação do Ministério da Segurança Pública. São 39 ministérios, muitos criados pelo PT e nenhum pra cuidar exclusivamente da segurança de nosso País. A segurança pública é um problema de todos nós, principalmente do governo federal que tem obrigação de pelo menos fechar as nossas fronteiras para nos proteger dos traficantes de drogas e armas.
Iris, já que se molha todo ao se gabar de seu tempo como ministro da justiça, bem que poderia, no lugar dos acintes ao Marconi, explicar melhor sua eventual governança junto ao PT, sobre segurança pública. Iris tem sido vago nas questões de Goiás e do Brasil, porém rançoso e raivoso ao extremo. Perdeu boa chance de ir para o senado, sem altas doses de toxinas no sangue e sem ter que engolir o caiadismo.

Gênio Eurípedes
Jataí-GO
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.