Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 26

Parabéns Jataí


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Fusão de partidos menores cria alternativa à polarização PT-PSDB, mas não respeita peculiaridades regionais

Por Marcelo Gouveia - JO
Defensores da união partidária defendem a aparição de uma nova força política que represente de fato “a mudança”

PSB, PPS e Solidariedade deram início às negociações para uma possível fusão entre as legendas, o que tornaria o aglomerado partidário a terceira maior sigla da Câmara Federal, com 59 parlamentares, além de se configurar uma alternativa à polarização entre PT e PSDB. Apesar das conjecturas nacionais favoráveis à união partidária, tendo como objetivo principal o fortalecimento da oposição à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT), a fusão não levaria em conta as peculiaridades regionais das siglas envolvidas.

Para o presidente estadual do PPS, Marcos Abraão Roriz, as questões estaduais não estão sendo aventadas na discussão, a qual ele classifica como “bastante ampla e complexa”. Em Goiás, o PPS está na base do governador Marconi Perillo (PSDB), enquanto que o Solidariedade de Armando Vergílio esteve ao lado do peemedebista Iris Rezende na disputa ao Palácio das Esmeraldas. Já o PSB, do ex-candidato a governador Vanderlan Cardoso, segue como terceira via no Estado.

“Não é uma questão simples. Como vamos fazer a fusão de duas bases que são antagônicas no Estado? Quem comandaria? Em nível de articulação nacional é muito positivo, mas não há como superar as questões regionais”, defendeu Marcos Abraão. 
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.