Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 26

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Bonitinha, mas ...falsa

Maria José Sousa (vit)                      Biomédica
Falsa biomédica tem prisão preventiva revogada pela Justiça
Por Marcelo Gouveia
Para juiz responsável pelo caso, soltura de Raquel Policena não trará danos ao inquérito policial
A falsa biomédica Raquel Policena Rosa, de 27 anos, apontada como responsável pela morte da auxiliar de leilão Maria José Medrado de Souza Brandão, de 39 anos, teve a prisão revogada pela Justiça nesta segunda-feira (24/11). Conforme investigações da Polícia Civil, a acusada teria feito aplicações de um material – identificado em um primeiro momento como hidrogel Aqualift – para aumento de nádegas em mais de 30 mulheres.
No entendimento do juiz Eduardo Pio Mascarenhas da Silva, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, a soltura de Raquel não trará danos ao inquérito policial, que ainda não foi finalizado. “Até o momento, a requerente colaborou com as investigações e compareceu à delegacia para ser interrogada”, justificou o magistrado.

Raquel foi detida no último dia 13. À época, a delegada responsável pelo caso, Myriam Vidal, alegou que a prisão preventiva teve como base a “defesa da ordem pública”. Conforme relatos de pacientes, a acusada estaria esperando “a poeira abaixar” para realizar novamente os procedimentos estéticos, em referência à repercussão midiática do caso.

O juiz, entretanto, sustenta justamente o oposto do que defenda a titular, isto é, que Raquel não representa uma ameaça à ordem pública. “É [réu] primária e possui bons antecedentes e residência fixa. Não há como ser mantida a medida cautelar extrema que é a prisão preventiva”, pontuou. Fonte: Jornal Opção
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.