Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Empresa vai investir R$ 200 milhões em Goiás

Por Amanda Damasceno
Soliker Brasil vai produzir tecnologia inédita no país na cidade de Luziânia. Serão gerados 98 empregos diretos e três mil indiretos
A empresa Soliker Brasil assinou nesta quarta-feira (17/12) um protocolo de intenções com o Estado de Goiás, que prevê R$ 200 milhões de investimentos com a construção de uma unidade industrial em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. A empresa pretende ser pioneira na produção de células fotovoltaicas no país.

Módulos fotovoltaicos são dispositivos usados para converter energia solar em elétrica. A empresa prevê implantação total da planta goiana já em 2016 e deve gerar  98 empregos diretos e três mil indiretos.

O consultor da MS Advisors, Francisco Teixeira, responsável pelas negociações, disse que a Soliker vai transferir sua matriz brasileira de São Paulo para Luziânia com o objetivo de realizar o ciclo completo de montagem dos equipamentos de energia solar: desde células até os painéis fotovoltaicos. Num primeiro momento, porém, serão produzidas apenas as placas. “Mas já estamos nos aprimorando para produzir as células e exportar para a América Latina a médio prazo”, afirmou.

Atualmente, as células usadas para a construção das placas solares no Brasil são importadas da China e da Alemanha. “Vamos produzir as células fotovoltaicas na fábrica de Luziânia. Temos know-how de mais de dez anos e uma fábrica já desenvolvendo este tipo de tecnologia na Espanha”, explicou Francisco Teixeira.  A Soliker, cuja sede brasileira está em São Paulo, é formada por uma holding internacional (união de empresas de capital estrangeiro). Leia mais/Opção
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.