Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quinta-feira, 19 de março de 2015

Após confusão com deputados, ministro Cid Gomes pede demissão

Por Marcelo Gouveia
Em nota, Dilma agradeceu a dedicação do auxiliar à frente da pasta
O ministro da Educação, Cid Gomes, pediu demissão na tarde desta quarta-feira (18/3) à presidente Dilma Rousseff (PT), que aceitou. O pedido ocorreu logo depois de sua passagem na Câmara Federal, quando o ex-governador causou a ira dos parlamentares ao afirmar que deputados “oportunistas” deveriam sair do governo.
Em nota oficial, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República confirmou o pedido de demissão do ministro. “Ela (Dilma) agradeceu a dedicação dele à frente da pasta”, diz o comunicado.

Antes mesmo da exoneração ter sido oficializada, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), antecipou a decisão. “Comunico à Casa o comunicado que recebi do chefe da Casa Civil comunicando a demissão do ministro da Educação, Cid Gomes”, anunciou o peemedebista no plenário.

Logo após Cid Gomes deixar o plenário, sob as vaias dos deputados presentes, o PMDB teria dado um ultimato à presidente Dilma para que demitisse o ministro, caso contrário, a legenda sairia da base governista.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Presidência da República no início da noite desta quarta-feira:
NOTA OFICIAL
O ministro da Educação, Cid Gomes, entregou nesta quarta-feira, 18 de março, seu pedido de demissão à presidenta Dilma Rousseff. Ela agradeceu a dedicação dele à frente da pasta.
Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social
Presidência da República


Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.