Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Governo Municipal em Ação


terça-feira, 10 de março de 2015

Com verba menor, UFG atrasa contas e anuncia que vai demitir terceirizados

Ilustrativa (Gidros)
Previsão para o trimestre era de R$ 28 mi, mas instituição recebeu R$ 19 mi.
Corte no orçamento foi anunciado pelo Governo Federal no mês de janeiro.
Sílvio Túlio - Do G1 GO
O corte de gastos no orçamento anunciado pelo Governo Federal no início deste ano começa a refletir nas finanças da Universidade Federal de Goiás (UFG). Em nota enviada ao G1 nesta segunda-feira (9), a instituição afirma que está renegociando as contas de água, luz e telefone de 2015, todas elas em atraso. Além disso, a unidade anunciou que vai demitir parte dos servidores terceirizados para tentar equilibrar o caixa.
Segundo o comunicado, a previsão orçamentária para o primeiro trimestre era receber 28 milhões para pagamento dos custos. Porém, com o corte, o valor foi de apenas R$ 19 milhões. Todos os gastos estão sendo redimensionados e investimentos só serão realizados após avaliações no orçamento.
O corte foi anunciado no dia 7 de janeiro. Segundo decreto 8.389/2015, baixado pelo governo federal, a restrição fica em vigor até que a Lei Orçamentária de 2015 seja votada. No projeto, o governo federal prevê a destinação de R$ 9,5 bilhões às universidades federais.
Mas há um impasse, já que o Congresso Nacional precisa votar quatro vetos presidenciais antes da apreciação da proposta. A previsão orçamentária chegou a ser colocada em pauta na terça-feira (3), mas não houve quórum.
Apesar da situação, a UFG informou que as aulas, iniciadas no último dia 23 de fevereiro, estão acontecendo normalmente sem nenhuma previsão de interrupção.
Postar um comentário