Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 26

Parabéns Jataí


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Europa lança novos satélites do sistema Galileu de navegação, concorrente do GPS

A Europa lançará nesta quinta-feira, a partir da Guiana Francesa, dois novos satélites do programa Galileu, seu ambicioso sistema de navegação que busca competir com o GPS dos Estados Unidos.

Os satélites 9 e 10 do sistema - que contará com 30 ao todo - serão postos em órbita por um foguete russo Soyuz cuja decolagem da base de Kourou está prevista para as 23h08 (horário de Brasília).

Fabricados pela empresa alemã OHB, serão colocados a uma altitude de 23.522 km, ao término de um périplo de uma viagem de 3 horas e 48 minutos.
"Estamos muito confiantes", afirmou Didier Faivre, diretor do programa Galileu da Agência Espacial Europeia (ESA). "Todos os controles realizados se saíram muito bem", afirmou.

O lançamento dos satélites do sistema foi interrompido no ano passado após um problema de colocação em órbita. Foi retomado em março, com dois novos satélites (7 e 8). O contratempo foi provocado por um desajuste no foguete Soyuz.

Anunciado inicialmente como um sucesso, o lançamento dos satélites 5 e 6 não conseguiu colocá-los na órbita circular prevista a 23.522 quilômetros da Terra. Em vez disso, ambos ficaram em uma órbita elíptica 6.000 km mais abaixo do previsto - mas apesar do percalço, poderão funcionar.

"Os satélites 5 e 6 serão reintegrados à constelação operacional antes do fim do ano. Ficarão em uma órbita diferente. Mas para os usuários não mudará nada", explicou Faivre.
Em troca, um dos quatro primeiros satélites do sistema sofreu um desajuste importante e não poderá operar em função da navegação, segundo o responsável espacial.

Ariane 5 em 2016

Quando os lançamentos foram suspendidos pelo erro da colocada em órbita, uma comissão independente determinou que a falha técnica foi causada por um problema no foguete lançador Soyuz.
O lançador russo voltará a ser utilizado em dezembro, antes que o Ariane 5 ES entre em cena. "Mas ainda precisaremos adaptar os satélites da OHB às características do lançador europeu", informou Stéphane Israel, presidente da Arianespace, consórcio que o fabrica.

"Isso vai permitir que a gente programe um primeiro lançamento do Ariane 5 ES Galileu a partir do segundo semestre de 2016", afirmou Israel. O Ariane 5 transportará 5 satélites por vez.
Os satélites vão formando uma constelação. Ao todo, o sistema Galileu contará com 30, vários deles cumprindo uma função de mera salvaguarda.

Como ocorre atualmente com o GPS norte-americano utilizado em todo o mundo, o sistema Galileu permitirá que os usuários na Terra tenham uma orientação precisa calculando a cada instante a distância exata entre um ponto determinado e três dos satélites do dispositivo.
Segundo os europeus, o sistema - quando estiver funcionando - será mais preciso que o GPS e reduzirá a dependência da Europa com relação ao dispositivo norte-americano.


Fonte: Yahoo
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.