Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 24

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Sudoeste Goiano em foco - Rio Verde - Menina de 11 anos morre após ir ao hospital com dor de garganta, em GO

Ela recebeu injeção e depois foi liberada; mãe cobra explicação do caso.
Segundo delegada, atestado de óbito não apontou causa da morte.

Do G1 GO

A Polícia Civil investiga a morte de uma menina de 11 anos que morreu depois de ser atendida com dor de garganta no Hospital Municipal de Rio Verde, no sudoeste de Goiás. De acordo com a família, a garota recebeu uma injeção e foi liberada. No dia seguinte, ela passou mal e retornou ao hospital, mas não resistiu.

Nayara Ribeiro morreu no último dia 2 de novembro, um dia antes de receber o atendimento na unidade de saúde. A mãe da criança, Maria Ediana Ribeiro Carvalho, cobra respostas do que ocorreu.
“Ele [médico] falou que tava tudo bem e a gente foi pra uma salinha do lado, deram uma injeção nela e fomos embora. Quero que eles me expliquem do que minha filha morreu”, desabafa.

Após voltar para casa, Nayara voltou a passar mal e foi levada de volta ao hospital. Segundo Maria, a menina foi atendida, mas morreu na unidade. De acordo com a família, o médico atestou que a causa da morte não foi identificada e que a família não quis que a menina fosse levada ao IML para que a necropsia fosse feita.

A delegada responsável pelo caso, Jaqueline Camargo, disse que o caso está sendo investigado mesmo sabendo a menina não foi levada ao IML por opção da família. “O médico, quando vai expedir o atestado de óbito, tem que, ou definir a causa da morte, ou encaminhar pro IML, e isso não foi feito”, afirma. Leia mais no G1Goiás
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.