Jataí mais segura

Jataí mais segura

Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 37

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

sexta-feira, 11 de março de 2016

Concurso para novos policiais é cobrança antiga da oposição

Daniel Vilela lembra que concurso na segurança pública é cobrança antiga.

O deputado federal Daniel Vilela (PMDB) comemorou o fato de que, enfim, o governo do Estado escutou a cobrança da oposição para que aumentasse os efetivos da Polícia Militar e Polícia Civil. O Palácio das Esmeraldas anunciou nesta segunda-feira, 07, concurso para contratação de 2,5 mil PMs e 500 policiais civis. No entanto, o deputado, que é presidente do PMDB em Goiás, lamentou que a decisão tivesse demorado tanto tempo e lembrou que o concurso para a PM já havia sido prometido em abril do ano passado e não saiu do papel.

“Se faltam projetos ao atual governo de Goiás, temos propostas. Até que enfim escutaram uma das principais cobranças da oposição e resolveram fazer um concurso para contratar policiais. Temos mostrado há anos o déficit do efetivo e cobrado reforço”, disse Daniel Vilela, acrescentando que a autoindulgência do governo, que sempre atribuiu o aumento da criminalidade a fatores externos, foi responsável pela escalada da criminalidade nos últimos anos.

“Mas não comungo com a tese do ‘antes tarde do que nunca’. Muitas vidas foram perdidas por causa da falta de gestão e os danos são irreparáveis”, acrescentou o peemedebista. Daniel cobrou também a contratação do excedente da Polícia Militar e lembrou que os aprovados no próximo concurso só irão para as ruas em 2017, enquanto a crise na segurança demanda reforço imediato. “O excedente do último concurso da PM representa cerca de 1 mil homens que, se tivessem sido convocados quando sugerimos, já estariam nas ruas. No novo concurso, só em 2017. Isto se ele sair mesmo do papel.”

Desde o ano passado o deputado vem mostrando dados alarmantes sobre o efetivo da PM. Goiás é, segundo o IBGE, o Estado do Centro-Oeste que tem a pior proporção de policiais por habitantes: 1 por 538. A média da região é de 1 por 393, aponta o instituto. 
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.