Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 24

quarta-feira, 30 de março de 2016

Debandada do PMDB complica ainda mais a crise política

Em menos de 10 minutos o partido dá as costas ao governo Dilma

Por Gideone Rosa
O que já era uma tendência nesta Terça-Feira, em reunião relâmpago, se realizou com o PMDB deixando o governo petista em situação ainda pior o que agrava uma crise política sem precedentes no país do samba, do funk e do futebol. Em um record de tempo, coisa de menos de 10 minutos, por aclamação o partido diz não à composição do governo Dilma. Com uma votação acalorada e muitos parlamentares em coro dizendo "fora PT".

Agora o que muitos querem saber é como será o comportamento de Michel Temer, já que o partido se debandou, será que o vice presidente vai renunciar ao seu mandato, ou vai se fingir de morto esperando o momento certo para dar o bote?

Outra situação a ser analisada, o PMDB ocupa em torno de 600 cargos no governo Dilma, ou seja serão 600 cargos que poderão ser disponibilizados o que vai servir de moeda de troca na busca de apoio político no congresso nacional, porém o que pode acontecer é o chamado efeito dominó por parte de outros partidos que poderão abandonar o governo petista. Nesse caso vem uma pergunta, o governo Dilma tem na manga um plano B, ou C, já que as cartas estão se esgotando?

O fato de toda essa crise é que Dilma e companhia estão ficando sem oxigênio.
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.