Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Gravações de Sérgio Machado com José Sarney e Renan Calheiros são mais explosivas

A delação premiada do ex-presidente da Transpetro está nas mãos do ministro Teori Zavascki, para homologação

A delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, está na mesa do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, para homologação, e contém mais uma bomba, mais potente do que a desferida contra o senador Romero Jucá, ex-ministro do Planejamento do governo de Michel Temer. Ele fez gravações de conversas com o ex-senador José Sarney e com o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Segundo o colunista Lauro Jardim, de “O Globo”, “quem teve acesso aos áudios diz que o que foi revelado hoje em relação a Jucá ‘não é nada’ comparado ao que Renan e Sarney disseram”.

Lauro Jardim frisa que “as gravações foram feitas no âmbito da delação premiada que Sérgio Machado está negociando com a Procuradoria-Geral da República desde março. O acordo com a PGR foi selado na semana passada. Na delação, Machado gravou apenas três políticos: o responsável pela sua indicação para a Transpetro (Renan), Sarney e Jucá. Mas comprometeu outros senadores do PMDB. São eles Jáder Barbalho e Edison Lobão”.

O repórter de “O Globo” registra que “Eduardo Cunha, Aécio Neves, José Dirceu e Lula não aparecem nos depoimentos dados por Machado”.
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.