Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 24

terça-feira, 21 de junho de 2016

Artigo - Industrializar, em Jataí um verbo difícil de conjugar

Foto ilustrativa
Desde 1985 que essa é a peleja e os anseios dos Jataienses
Infelizmente parece um avião carregado de chumbo. Não decola nunca.

Por Gideone Rosa
Existe um dossiê sobre as potencialidades e aptidão do Município de Jataí para que  seja industrializado. Já tivemos perdas importantes de indústrias para outras cidades do Estado e o cidadão sempre pergunta, por quê?
O fato é que em todo ano eleitoral essas indagações aumentam e os discursos de realização deste sonho começam a ser proferidos em promessas que deixam dúvidas.

Precisamos sair do discurso e partirmos para a prática. É sabido que industrializar um município não é fácil e depende de vários fatores principalmente políticos/administrativos. É claro que uma indústria quando quer de verdade ela se instala e a vontade política é só uma consequência. Agora, termos indústrias que venham e ficam apenas 5 ou 10 anos e vão embora o impacto é danoso o que causa um prejuízo sócio/econômico muito pior do que se não tivessem se instalado.

Outro dia fazendo uma análise desta situação da industrialização de nosso município chegamos a uma conclusão, a de que temos grupos empresariais, aqui dentro de Jataí, que se quisessem industrializar o nosso município poderiam fazê-lo sem que ninguém precisasse mendigar tal benefício fora dos  limites até mesmo de Goiás, benefícios esses que poderiam oferecer novos postos de trabalho, aumentar a arrecadação e oferecer mais qualidade de vida, chegamos a um número de 6 grupos empresariais de Jataí que tem poder econômico suficiente para transformar nosso município. Não vamos aqui nomear quem são esses 6 grupos economicamente ativos que poderiam fazer essa extraordinária mudança, a questão é, porquê eles não tem esse interesse?! O que os impede de tais investimentos na sua própria terra? Acho que a resposta está em duas palavras "paternalismo político".

Paternalismo político, público administrativo onde todos acham que o poder público tem que fazer tudo custe o que custar, temos que nos libertarmos deste cordão umbilical, os empresários terem atitudes juntamente com a vontade de transformação do local onde vivem!!! 

Só para citar alguns exemplos, temos grupos empresariais que poderiam muito bem montar uma grande industria de ração onde a maior parte da matéria prima temos aqui para fabricação de ração para aves, peixes, bovinos e pets, grupo que poderia e tem poder para para a montagem de uma fábrica de bebidas, grupo que poderia também montar uma indústria eletro-mecânica, grupo para criar e industrializar carnes. Esses grupos tem a força de realizar tudo isso, só precisam deixar a mediocridade, egoísmo e o comodismo de lado.
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.