Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 19

sábado, 26 de novembro de 2016

Avenida Goiás com Anhanguera... Mais um pedaço da história que se vai


O trágico evento já estava anunciado, era só uma questão de tempo

Por Gideone Rosa
Independente de qual o prefeito, é muito difícil em um momento como esse em que todo o país passa por problemas financeiros graves principalmente as prefeituras, o governo Municipal se comprometer ainda mais as suas finanças . Acredito que a iniciativa privada, empresas, deveriam começar a participar mais se interessando pelos valores históricos de nossa cidade.

No entanto, o grande problema e  é que nos acostumamos a ter governos paternalistas nos quais sempre esperamos a solução dos problemas sem nada fazermos. Nós cidadãos temos que ter nossa parcela de responsabilidade na conservação do patrimônio público, seja ele histórico ou não, por menor que seja. Temos que pensar também que o poder publico chegou a um ponto de exaustão financeira. Não basta apenas tombar, tem todo um aparato a partir daí como contratação de pessoas, equipamentos, energia, telefone (internet) e água a serem pagos. 
Fotos: Ley Silva (Facebook)

Será que nesse momento de vacas magras onde os municípios estão gritando por socorro financeiro teriam como arcar com mais uma responsabilidades dessas, mais especificamente Jataí? Ou será que cada Jataiense faria uma doação mensal para preservação desse nosso patrimônio? Infelizmente essa é uma realidade que não se pode fugir ou fazermos de conta que não estamos vendo. Não estou aqui condenando nossa história, até porque sou amante deste patrimônio, só estou sendo lógico, prático e racional. 

Há um histórico tunel que, segundo um antigo morador, Celso Grecov,  foi construído para servir de abrigo.
 "O túnel , existente embaixo desta casa  - de 1928 - é bem construído , com diversas divisões. Tinha, ou tem paredes com tijolos grandes aparentes. Pois foi feito objetivando ser um abrigo. A  Revolução Tenentista dos anos Vinte, mobilizou várias regiões do Brasil.  A figura de Luis Carlos Prestes o " Cavaleiro da Esperança " , a frente de sua coluna passou por  Jataí  e região..  Na época  a Coluna Prestes , era também chamada de  " os revoltosos ". Causou forte apreensão entre os poderosos fazendeiros da época, pois tinha o apoio de grande parte da população , em especial dos mais humildes. Fico triste, pois foi minha residência por  14 anos. Como trabalhava com confecção de joias lá, lembro-me de incontáveis vezes de perdas de pequenos fragmentos de ouro e pedras preciosas que caiam pelas frestas do velho assoalho de madeira de lei... sendo praticamente impossível resgata-los..." - Celso Grecov 
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.