Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Governo Municipal em Ação


sexta-feira, 26 de maio de 2017

Solis Solution, "só que non".

Mais um engodo anunciado

Em 11 de Dezembro de 2015, uma Sexta-Feira, o JN publicou a realização de um grande sonho, de  que finalmente teríamos em nosso município uma indústria de peso, o que iria proporcionar emprego e renda ao cidadão jataiense, e o melhor, uma indústria de tecnologia o que colocaria Jataí na vanguarda da produção de painéis fotovoltaicos na região Centro-Oeste, mas, porém, contudo, como diz o título desta matéria, pegando um gancho do comercial da cerveja, "só que non".

O fato é que todos nós jataienses fomos duplamente, triplamente enganados! Perdemos tempo, dinheiro e desgastes em função deste sonho.

Ao centro, com terno preto e camisa branca, calvo,
o sr. James R Watherhouse (solis solution)
Sonho esse que envolveu políticos, empresários, pessoas comuns e nós jornalistas em viagens para a capital, Goiânia, reuniões que também envolveram até instituições de ensino como a Universidade Federal de Goiás, Instituto Federal de Goiás e Universidade Estadual de Goiás. Mas..."só que non".

Hoje não se fala ou se pronuncia um vocábulo sequer a respeito ou deixa escapar uma vírgula sobre o assunto da tão sonhada Solis Solution. 
Outro dia aqui no JN recebemos um email de um leitor querendo algo sobre a tão sonhada Solis Solution. O autor do email nos relatou que não conseguia achar nada sobre a companhia, nem email ou site, mas sim e apenas a matéria em nosso site de notícias. Mesmo assim o autor nos pediu auxílio para que pudesse chegar à empresa ou responsável. 
Qual a finalidade? Não sabemos.

Lamentamos não poder ajudar mais, pois tudo que tínhamos era o que foi publicado na matéria onde relatamos a nossa cobertura da assinatura do protocolo de intenções que ocorreu no Palácio do Governo do Estado onde estiveram presentes o suposto proprietário da Solis Solution, Prof. James R. Waterhouse, prefeito Humberto Machado, o governador Marconi Perillo, secretariado de governo do estado, vereadores e imprensa jataienses. Mas... "só que non".

Caros amigos leitores  do JN, é lamentável que ocorra fatos como esse pois a nossa ânsia de ver uma grande indústria se instalar em nosso Município ainda continua. Acreditamos que esse sonho ainda vai se realizar.


Postar um comentário