Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Empresa envolvida na Lava-Jato diz não ter segurança para continuar operando (JN)

JBS alega insegurança jurídica e divulga paralisação de sete frigoríficos em MS

As sete unidades frigoríficas da JBS em Mato Grosso do Sul vão paralisar operações a partir desta quarta-feira (18), diante da insegurança jurídica criada pelos bloqueios de recursos da empresa, que somam R$ 730 milhões só no Estado.

A empresa teve o valor bloqueado judicial a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Irregularidades Fiscais de Tributárias, conduzida por deputados da Assembleia Legislativa. 

A informação foi confirmada em nota da assessoria de imprensa do grupo.

Segundo a nota, os funcionários continuarão recebendo os salários, mesmo que a paralisação, por enquanto, é por tempo indeterminado.

Veja a notícia na íntegra no site do Correio do Estado (Campo Grande/MS)

NOTA OFICIAL DA EMPRESA DE COMUNICAÇÃO CONTRATADA PELA JBS EM CAMPO GRANDE 

NOTA: “A JBS informa que, em função da insegurança jurídica instalada em Mato Grosso do Sul, suas sete unidades de carne bovina no Estado estão com as atividades de compra e abate paralisadas por tempo indeterminado. Os colaboradores continuarão recebendo seus salários normalmente até que a Companhia tenha uma definição sobre o tema. A JBS esclarece que está empenhando seus melhores esforços para a manutenção da normalidade das suas operações e trabalha para proteger seus 15 mil colaboradores diretos e 60 mil indiretos em Mato Grosso do Sul”.
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.