Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Frequência de Classe - Um programa da Radio Line e Rádio Ideias

Refiz 2017

Refiz 2017

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Opinião - A polêmica da Praça do Olho D´Agua continua

Por Gideone Rosa
A repercussão da matéria sobre a Praça do Olho D´Agua a cada dia vem só ganhando notoriedade, esperamos que as autoridades como governo municipal e Ministério Público tomem medidas urgentes para recuperação daquele patrimônio. 

Em resposta a um comentário na rede de que a culpa da degradação do parque é da construção do próprio parque, não concordamos com tal afirmação.
Não podemos focar apenas nisso, tem outros fatores que contribuem para o que está ocorrendo nesse parque a começar pela urbanização desenfreada, o uso indiscriminado da água pelos moradores da localidade, a falta de planejamento urbano, o próprio clima que está todo descontrolado devido os avanços do ser humano na natureza. 

Não sou formado em hidrologia ou afins e muito menos especialista no assunto, mas o que vou dizer é o que se percebe, da lógica de formação da  água naquela região. Muitos não sabem, mas essa nascente do Olho D´agua, ao nosso ver, é resultante da "micro bacia" que começa na região do antigo estádio Jerônimo Ferreira Fraga (Jataiense) abrangendo um raio de quase um km. Se estivermos errados que a nossa UFG nos socorra com informação mais técnicas a respeito.

Esse veio d´agua começa por ali, naquela região, aflora na Câmara Municipal, desce pelo subterrâneo da Av. Rio Claro, aflora novamente na Praça do Olho D´Agua, novamente entra pelo subsolo até desaguar no Córrego Jataí. A construção do Parque do Olho D´Agua não pode levar a culpa sozinho, a ideia dessa construção foi e é importante até mesmo para a própria preservação, o que pode ter ocorrido foi um mal planejamento. 

Nas duas torres construídas na área da Jataiense se tem notícias de poços para extração da água do subsolo por quê a empresa de abastecimento de água de nossa cidade, a Saneago, não tem competência para atender a demanda de uma cidade que cresce a cada dia. Sendo que mais edifícios estão chegando e a busca por alternativas aquíferas vai só crescer e as nossas nascentes a cada dia ameaçadas. 

Já chegou até a redação do JN relatos de que depois da construção daquelas duas torres a água em poços abaixo delas houve uma queda acentuada na produção em torno de 50 porcento. Há fatos de que aquele posto de combustível, o antigo Posto Texaco, é uma ameaça constante na qualidade do pouco que ainda resta de água no Olho D´Agua. 

Portanto senhores, é uma temeridade apontar apenas um fator para a degradação daquele lugar histórico, ...e algo tem que ser feito enquanto ainda resta um pontinho de esperança. ...E uma das coisas a serem feitas é sessar o uso daquela água para fins domésticos como vem ocorrendo a mais de 40 anos, segundo relato um dos próprios moradores da área sobre o uso dessa água. O morador ainda deu mais detalhes ao dizer que cada nascente foi canalizada para as casas. 
Postar um comentário

Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.