Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Dono de boi é condenado a pagar R$ 30 mil a motorista que sofreu acidente em Mara Rosa

(Ilustrativa) Google
Vítima bateu no animal que estava na pista da GO-239, mas não se feriu. Justiça determinou pagamento de danos morais e materiais. Cabe recurso da decisão.

Por Vanessa Martins, G1 GO
O dono de um boi foi condenado a pagar R$ 30 mil a motorista que se acidentou ao bater no animal, que estava solto na pista, em Mara Rosa, no norte de Goiás. O juiz Renato César Dorta Pinheiro determinou o pagamento de R$ 18 mil pelos danos ao carro da vítima e outros R$ 12 mil pelos danos morais por causa do acidente. Cabe recurso da decisão.

O G1 entrou em contato com o advogado de defesa do dono do boi às 16h44 e aguarda retorno. A redação também tentou contato por telefone às 16h42, mas as duas ligações feitas não foram atendidas. Na sentença, a parte argumentou que a responsabilidade do acidente era do motorista que estava em alta velocidade.

A decisão relata que o motorista estava trafegando pela GO-239 quando viu um boi sendo “tocado” por um homem, que não conseguiu retirá-lo da via a tempo e o motorista bateu no animal. Segundo o relato, o condutor não se machucou, mas o carro teve danos graves e precisou ser guinchado. Não há informações do que aconteceu com o animal após a batida.

Ainda conforme a decisão, o motorista não pode ser responsabilizado pelo acidente porque não há qualquer comprovação de que ele estivesse em velocidade acima da permitida na via. Além disso, o magistrado entende que “se o acidentado não concorreu para ocasionar o acidente, o detentor do animal causador é obrigado a reparar o dano”.

O juiz justificou ainda que o valor cobrado do dono do animal pelo dano ao carro é o valor pago pelo motorista para reparação do veículo. Além disso, foi determinada indenização por danos morais, já que, segundo o magistrado, “quem é vítima em acidente dessa magnitude, evidentemente sofre abalo moral que desestabiliza suas emoções e perturba seu psicológico”.
Postar um comentário